Matando um leão por dia

O desafio pela notícia fresca só mudou de roupagem. A caça ao que há de melhor na selva de informações, continua o mesmo. É uma jornada diária, quase selvagem, para construir princípios que garantam um bom conteúdo web – capaz de engajar, viralizar e converter seus objetivos. Confira alguns deles:

Relevância – a pauta do conteúdo digital tem que provocar. Provocar interesse, curiosidade, ansiedade, riso, comoção. Conteúdo não pode ser inerte, insosso, brando. A relevância do tema a ser explorado é elemento chave para assegurar que os internautas se identifiquem de alguma forma com o que está sendo abordado, e sintam-se compelidos a passar adiante (seja curtindo, comentando, compartilhando…).

Objetividade – Informação relevante sem delongas; é preciso respeitar a economia da informação. O leitor web tem preguiça de ler textão. É preciso capacidade jornalística de compactação e adequação fidedigna na informação.

Assertividade – A essência não pode se perder no exercício da objetividade. Por isso, ao enxugar o texto jornalístico para web é fundamental manter a assertividade da informação. Pois mesmo em textos curtos, se não houver consistência, o leitor não “adere”, se engaja, ou passa o conteúdo adiante.

Formato e linguagem adequada ao target – Qualquer assunto, seja esportivo, tecnológico, social, entretenimento, tem que ser tratado na plataforma web na linguagem e formato “palatáveis” ao público que se pretende engajar. O fato do conteúdo estar na web não determina automaticamente o estilo da linguagem ou um formato específico da moda. Há públicos em que cabe a charge, a paródia, o meme. Para outros, funcionam infográficos, mapas, links, texto recheado. A linguagem, mesmo considerando algumas regras padrões de palavras chave, taggeamento, hiperlink, etc, para otimização de busca, deve também respeitar o perfil do universo que se pretende atingir. Ex: não se deve usar gírias e abolir toda formalidade pelo simples fato de ser um texto para web. O que determina o uso desses recursos é muito mais o contexto da publicação e o público alvo do que uma norma de redação para web em si.

Parece complexo? Mais uma razão para se começar a praticar desde já. Afinal, esses são só alguns dos princípios indicados para se aprender a praticar um bom webwriting em Jornalismo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: